Cientistas da Califórnia comprovam conexão entre uso de nicotina e do álcool

Cuidados com a saúde.

É muito importante e estudo comportamental e cientifico para entendermos como nos posicionar quanto à Halacha.

http://globotv.globo.com/globo-news/estudio-i/v/cientistas-da-california-comprovam-conexao-entre-uso-de-nicotina-e-do-alcool/4114946/

Advertisements

Para quê estudar Halachot de shabat? Você é um shomer Shabat?

Entenda alguns motivos pelos quais vale a pena estudar detalhadamente cada Halacha da torah e o quanto as leis de shabat influenciam em nossa vida. Apegar-se à um sábio de torah, nunca foi tão importante para as nossas vidas quanto agora.

Entenda o quanto as halachot (leis) da Sagrada Torah são importantes para a nossa vida prática e o quanto é importante seguir cada detalhe da lei judaica e a aprendizagem e caminhada até o ponto ideial.

Um recado importante aos bnei anussim, procure andar no caminho correto, não se engane e nem perca tempo com grupos pseudo judaicos, isso vai atrapalhar sua caminhada, procure pessoas sinceras que não busquem divisão do povo e apegue-se à um sábio da Torah.
Saiba as “regras-do-jogo”, conheça e viva as halachot e busque seguir o autêntico judaísmo. será melhor para você e seus filhos. Procure a Torah autentica e 100% kasher.

Quinta-feira, 9 Abril, “15 20 Nissan, 5775 Pêssach (Chol Hamoed)

BS”D
Shal’m a todos. Como estão?
Segue alguns avisos importantes para nossa festividade.
Quinta-feira, 9 Abril, “15
20 Nissan, 5775
Pêssach (Chol Hamoed)
Ontém foi o 4º dia da contagem do Omer.
Hoje: Hod sheb’Chessed
Hoje Conte 6
Torah U’Mishpat
Chol Hamoed:
Dos 8 dias de Chag Chamatzot, os dois primeiros e os dois últimos são chamados “yom tov” (dias festivos), Verifiquem a matéria estudada sobre Halacha de Yom Tov.
Os quatro dias intermediários são chamados chol hamoed – “dias de semana festivos”, ou “dias intermediários”, quase tão sagrados quanto o Yom tov (Verifique a matéria estudada e a halacha).
(Em Israel, onde Pêssach é observado por sete dias, o primeiro e o último são yom tov, e os cinco dias intermediários são chol hamoed.)
Os dias de yom tov são dias de shavat, nos quais todo tipo de trabalho criativo é proibido, como no Shabat, com exceção de alguns tipos de trabalho relacionados com o preparo de alimento PARA O CHAG.
Em chol hamoed a proibição de trabalho é menos estrita – o trabalho cuja falta resultaria em “perda financeira significativa” é permitido (exceto quando Chol Hamoed também é Shabat, quando todo o trabalho é proibido).
Esta noite fazemos a contagem depois do 5 antes do sete.
Amanhã é o 6º dia da Contagem do Ômer. Como no calendário judaico o dia começa ao anoitecer do dia anterior, contamos o Ômer para amanhã hoje à noite, após o anoitecer. “Hoje são 6 dias da contagem do Ômer.” (Se você perder a contagem esta noite, pode contar o Ômer durante todo o dia de amanhã, mas sem a bênção precedente).
Contamos assim dias e semanas para perfazer os 49/50 dias e 7 semanas para o 50º dia, que é Shavuot, a festa que celebra a Outorga da Torá no Sinai. Recebemos assim a torah De’Oraita e a Torah She bealpê, embora haja discussão sobre o que já tinhamos, celebraremos o recebimento outorgado.
Segundo os Mikubalim de abençoada memória esta noite reflete a Sefirá de Yesod sheb’Chessed – “Fundação da Bondade”
Um costume muito bonmito nesta noite é, permanecer acordado na véspera do Sétimo Dia de Pêssach e passar a noite inteira estudando Torá e em festiva celebração do grande milagre da abertura do mar.
 Lembre-se nessa passagem da noite é ideal para receber a torah. Não perca, tenha o mérito de seguir centenas de chachamim nessa conexão.
Fontes:
K.Shulchan Aruch / Internet Chab. Pt.

Chag Sameach – Yaakov Carneiro

 

Dia 12 de Nissan de 5775 – Quarta-feira

BS”D

Hoje, dia 1 de Abril de “15
Dia 12 de Nissan de 5775
No dia de hoje, comemoramos diversos acontecimentos interessantes. entretanto, não podemos nos esquecer do nosso dever neste dia, nesta semana e nestes dias tão especiais.
No dia 12 de Nissan, lembramos que um anos após a construção do Segundo ( ou terceiro para alguns) templo de Yerushalaim ( Jerusalém), Ezra HaSofer, reuniu diversos yehudim que tinham permanecido em Bavel (Babilônia) e começou uma viagem até a terra de Ysrael.
Embora ele quisesse ir antes, Baruch Ben Neria, seu mestre, estava muito fraco para viajar com ele. Ezra recusou-se a deixa-lo até seu falecimento.
Ezra HaSofer era o líder do Sanhedrin em sua geração, Todos os membros do Sanhedrin de sua época viajaram juntamente com ele para Yerushalaim.
Sua Jornada começou  no dia 12 de Aviv, ele partiu do rio akava para sua jornada rumo a Israel. Essa jornada teve a duração de aproximadamente 5 meses.
Att.,
Yaakov Benlev Carneiro

INFORMATIVO DE PESSACH – KEHILAH BEIT OR – RIO DE JANEIRO

BS”D
Erev Pesach – Primeira noite do Seder
Dia 03 de Abril
O QUE ESTUDAR?
>> PARASHAH <<
Parashat Shemini, 6ª Alyá (Levítico 11:1-11:32)
Deve-se estudar a parte simples com Rashi o dia não é para dividir seu kavod com estudos pesados, mas com leitura prazeirosa leve e de fácil compreensão para todos, inclusive para as crianças. Leitura de Rashi é ideal para estes momentos.
>> TEHILIM <<
Capítulos 72-76

>> MISHNE TORAH – RAMBAM <<
HALACHOT DE SHABAT – CAP 2
NEDARIM – CAP 4
NEDARIM – CAP 5
NEDARIM – CAP 6
>> BONS ESTUDOS E CHAG SAMEACH <<
MANTENHA-SE INFORMADO EM NOSSO INFORMATIVO HOJE.
DURANTE O DIA TEREMOS MAIS INFORMAÇÕES E NOTÍCIAS.

Anti-semitismo, alerta e compromissos da comunidade – KBO

BS”D
Hoje o mundo converge em desejo de igualdade dentre os povos, as raças, os credos, sexos e gêneros, mas a complexa relação entre o “comum” e o diferente tem preocupado também. Vive-se hoje o desejo de ser diferente e de ser igual. Fica mais difícil, à cada dia, viver nossa cultura, seja às claras ou as escondidas em um mundo onde não se aceita o que a tv ou as revistas ensinam ser o correto. O respeito ao “diferente”, quase se ofusca dia à dia.
Posto este audio para dar um alerta aos meus amigos, coreligionários e colegas, que como nós, buscam viver seu judaísmo kasher e original. Quero alertar que viver judaísmo isolado é pedir para perder sua fé ou seu status, perder a oportunidade de ajuda mútua. Os Bnei Anussim, sefaradim ou candidatos a conversão em geral devem buscar unir-se em seus moshavim (comunidades-coperativas), Kibutzim (comunidades) ou qualquer meio onde seus bairros, empregos, ajuda, comércios e shabat, sejam garantidos. Especialmente em tempos onde o anti-semitismo e a desconfiança da comunidade judaica, crescem dia-a-dia.

Peço a todos que reflitam, em especial na abertura de comunidades preocupantes que estão migrando para o Brasil e o recente apoio de estados como o RS que têm claramente, como falado à tempos atrás ocultado anti-semitas e pessoas, que, de maneira direta ou indireta não têm se comovido com a realidade anti-semita deste país. Ainda mais em momentos onde mais e mais cariocas, sentem-se desconfortáveis com a presença de mais religiosos judeus, de modo de vida “rustico”, “diferenciado”, e “Ortodoxo” invadem as ruas do Rio de Janeiro e Baixada Fluminense.

Quero novamente ressaltar como um amigo da comunidade Beit ‘Or e conselheiro da presidência, vice presidência e secretaria da Comunidade Sefaradita Kehilah Beit ‘Or, a importância de criarmos um Classificado de emprego e empresas na nossa comunidade, para que mais e mais “shomrei shabat” tenham suas empresas mantidas por nós e dando empregos para os membros dessa dignissima comunidade. E quem sabe então poderemos auxiliar mais, e mais nossa comunidade à crescer e investir em sua vida religiosa ainda mais. Que esse quadro atual mostrado no vídeo abaixo possa ajudar-nos, dando um alerta sobre o que precisamos fazer e viver.

Shabua tob à todos.

Yaakov Benlev – Segundo Secretário da Comunidade Beit ‘Or.