Tu B’Shevat – 15 de Shevat – O que é O ANO NOVO DAS ÁRVORES

BS”D

Tu B’Shevat – 15 de Shevat – 03~4 de fevereiro de 2015

O ANO NOVO DAS ÁRVORES

Comemos frutas da terra de Israel e sobre cada fruta fazemos uma beracha (Benção). Sobre cada fruta e bençãos para celebrar esse novo ano novo das árvores para que posámos calcular as festividades e mais do que isso, para celebrar ao Sagrado as bençãos e os presentes que Ele nos entrega. 

Há tantas cores, tanta vida tantas preciosidades e não nos damos conta de quão belo e maravilhoso mundo o Sagrado nos entregou.

Devarim 20:19 – O Homem é como a árvore do campo. 

Em que nos parece essa frase? O homem é como uma árvore do campo? Como assim? Cabeça dura? Cara-de-pau? Não!

O que precisa uma árvore?

Árvore precisa de aguá, do sol, de suprimento, de cuidados, de preparo. Assim o homem precisa de água que é comparada com a Torah, precisa de calor como do sol, e temos isso através da espiritualidade. O homem precisa de cuidados e nutrientes quê se chegam a nós através de nossos chachamim (Sábios). E mais do que isso o homem também precisa de raízes. O homem precisa saber quem é, qual sua fonte, qual sua raíz, o que lhe mantém em pé quando vem o vendo e a chuva e o sol e nos mantém no local.

Assim é o povo de Israel.

Que o Sagrado lhes abençoe.

Yaakov Carneiro.

Estudos de hioje: Chumash – Parashat Yitrô, 3ª Alyá

BS”D

3 de fevereiro de “15 – 14 de shevat de 5774

Pneu Yehoshua (1755)

14 de Shevat é aniversário de falecimento de Rabi Yaakov Yehoshua Falk Katz (1680-1755), autor da obra talmúdica “P’nei Yehoshua”. Ele atuou como rabino em Lemberg (Lvov) em 1718, Berlim em 1730, Metz em 1734 e Frankfurt em 1740. Dentre seus alunos estava Reb DovBer de Lokatch, que mais tarde seria conhecido como o Maguid de Mezeritch.

Parasha de hoje:

Na Aliah de hoje fala sobre o encontro de moshe rabenu com ytró, seu sogro. Entretanto uma curiosidade fica nessa importante parte da parasha. Aqui moshe rabenu conta detalhadamente tudo o que ocorrerá no êxito. Ora, todos os povos não ficaram sabendo o que ocorrerá no êxito? Também a fama do povo de Israel, não tinha ido à terras distantes? Então qual, ou quais os motivos que moshe rabenu contou novamente a história a ytró?

em primeiro lugar, precisamos entender que ytró ouvira a história, porém agora ele via e é bem diferente quando você ouve uma história de terceiros e quando ouve das pessoas que viveram. Os detalhes, a intensidade, o vigor da história muda. A história ganha vida e toma outras proporções. Experimente ouvir que um time ganhou somente de quem leu em um jornal e quem estava na final do campeonato assistindo.

Podemos inclusive ver que quando gostamos muito de algo, não paramos de falar sobre aquele assunto. Pode ser que nem precisasse contar novamente aqueles fatos para ytró, sogro de moshe rabenu, entretanto moshe rabenu estava tão feliz, mas tão feliz, que fazia questão de lembrar e falar a cada momento.

Não esqueça de rezar pela paz em eretz.

Faça o tehilim 121 e Shabua tob.

Estudo de hoje:
Chumash – Parashat Yitrô, 3ª Alyá (Êxodo 18:24-18:27)
Salmo de hoje:
Capítulos 72-76
RAMBAM:

3 capítulos, 1 capítulo, Sefer Hamitsvot